Mãe de bicho, também é mãe sim! Para cuidar bem de um animal não existe só a parte boa da coisa, não é só o carinho, o amor, o lado fofinho com filtros na foto no Instagram. Ser mãe de bicho é estar perto, alimentar, cuidar, educar, brincar, correr pra clínica de madrugada, limpar o vômito no quarto, limpar a caixa de areia, é gritar e dizer não. Ser mãe de bicho não é tão fácil como imaginam.

Apesar de eu chorar litros ao assistir as campanhas do Dia das Mães, ainda não me vejo sendo mãe de gente. Falar sobre esse assunto é polêmico, pois para algumas pessoas, ser mãe de bicho não é mãe. Infelizmente nem todas as mulheres nascem com a vontade de serem mães. Sou tia de um bebê lindo, e muitas pessoas me falaram que quando eu o segurasse iria sentiria vontade de ter o meu, mas a mágica não funcionou e não senti nenhuma estranheza em sentir esse sentimento, mas amo ser mãe dos meus gatos.

Acredito que nenhuma mulher deveria se sentir obrigada a ter filhos se esse não for seu verdadeiro desejo. Enquanto esse desejo de ser mãe (de gente), não desperta, cuidarei com muito amor dos meus filhotes felinos.

Um feliz Dia das Mães para todas as mamães do mundo! Beijos e obrigada por tudo, pessoal!


Fotografias: Lívia Torres

Especialista em Comunicação e Mkt Digital, Designer gráfico e web, idealizadora do Florescer Comunicação. Ama o que faz e adora compartilhar as bonitezas que encantam a alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *