Livro 01: O Poder do Hábito

Categorias DICAS, LIVROS, PESSOALIDADES

O Poder do Hábito é um excelente  livro que, através das poderosas histórias retratadas pelo autor, o Jornalista Charles Duhigg; nos faz querer desconstruir os hábitos ruins para criar bons e novos hábitos saudáveis.

Fiz um pequeno resumo sobre o livro, afinal de contas existem milhares de pessoas que já escreveram acerca deste best seller. O intuito desse post é falar um pouco sobre como o autor me ajudou a reorganizar os hábitos e até mesmo construir novos hábitos.

 “Toda a nossa vida, na medida em que tem forma definida, não é nada além de uma massa de hábitos”. (William James)

Em síntese, o hábito é formado a partir de 3 elementos que é chamado de Loop do Hábito:

I – Deixa;
II – Rotina;
III – Recompensa.

Como define Duhigg,  a Deixa é “um estímulo que manda seu cérebro entrar em modo automático, e indica qual hábito ele deve usar”; ou seja, é aquilo que desperta uma dica para que o circuito do hábito possa iniciar, podendo ser um lembrete no celular para realizar tal atividade ou qualquer que seja o seu hábito.

A Rotina nada mais é que a repetição, quase que idêntica do dia-a-dia, ou seja, ela está ligada ao nosso comportamento automático das coisas, como, por exemplo: colocar o cinto de segurança ao entrar no carro, escovar os dentes após as refeições etc.

E, por fim,  existe a Recompensa, que permite ao cérebro associar a Deixa e Rotina em algo agradável e positivo. A pessoa, no início, pode nem se dar conta de que há uma terceira parte no hábito que, pode sim, ser positivo, agradável e interessante a ele. Por experiência própria: se você deixa de aceitar os biscoitos e chocolates dos colegas de trabalho, é provável que você nem note, mas no final do mês, você melhorou a sua saúde e conseguiu perder alguns quilos; mas note, seus colegas de trabalho continuam no mesmo local e você pode socializar da mesma forma só que ao invés do biscoito, você pode substituir por algum outro alimento, mas que seja saudável e o ajude no seu bem-estar.

Ora, a recompensa era a mesma, se alimentar e se distrair  um pouco, mas com um pequeno esforço, consegui habituar a rotina para não comer mais os biscoitos, mas sim as castanhas de cajú e chá. Foi a partir daí que percebi como os hábitos se formam e como eles nos  influenciam, seja para lado posito ou negativo.

 “Pense no fast-food, por exemplo. Faz sentido — quando as crianças estão morrendo de fome e você está dirigindo para casa depois de um longo dia — parar, só esta vez, no McDonald’s ou no Burger King. As refeições não são caras. O sabor é tão bom. Afinal, uma única dose de carne processada, batatas fritas salgadas e refrigerante cheio de açúcar representa um risco relativamente pequeno para a saúde, certo? Você não faz isso o tempo todo.

Porém os hábitos surgem sem a nossa permissão. Estudos indicam que em geral as famílias não pretendem comer fast-food regularmente. O que acontece é um padrão uma vez por mês lentamente se torna um vez por semana, e então duas vezes por semana — conforme as deixas a recompensas criam um hábito  —  até que as crianças estão consumindo uma quantidade de hambúrgueres e fritas que é prejudicial à saúde.

De fato, o grande vilão da história, será o velho hábito, aquele que tentamos mascarar o tempo todo e que achamos não ser possível modificá-lo. Por isso,  é preciso  saber como é realizado a composição do hábito:

1. Deixa2. Rotina3. Recompensa
Principais características:

  • Localização;
  • Horário;
  • Estado emocional;
  • Outras pessoas;
  • Ações anteriores .

Estímulo para o cérebro.

Sequências de atividades:

  • Físicas;
  • Intelectuais;
  • Emocionais.
  • Indica se vale a pena ser repetido;
  • Expectativa sobre o planejado.

“Transformar um hábito não é necessariamente fácil nem rápido. Nem sempre é simples. Mas é possível. E agora entendemos como.” Charles Duhigg.

O autor apresenta que não é nada fácil para mudar um hábito, pelo contrário, é difícil sim sair dos padrões e da zona de conforto. Não existe mágica para tal sucesso, no entanto, existe um método, no qual  é possível sim, criar e cultivar novos hábitos saudáveis.

Em linhas gerais, para se conquistar novos hábitos, é preciso manter a Deixa e a Recompensa, mas pra isso, é preciso mudar a rotina, assim será compreendido o real resultado da mudança do hábito. É preciso ter fé e acreditar em si mesmo, que é possível realizar a mudança que busca, seja através de crenças, ações, valores etc. Por último, é indispensável estar ao lado boas companhias que o ajudem a mudar e conquistar novos hábitos.

“A maioria das escolhas que fazemos a cada dia pode parecer fruto de decisões tomadas com bastante consideração, porém não é. Elas são hábitos. E embora cada hábito signifique relativamente pouco por si só, ao longo do tempo, as refeições que pedimos, o que dizemos a nossos filhos toda noite, se poupamos ou gastamos dinheiro, com que frequência fazemos exercícios, e o modo como organizamos nossos pensamentos e rotinas de trabalho têm impactos enormes em nossa saúde, produtividade, segurança financeira e felicidade. Um artigo publicado por um pesquisador da Duke University em 2006 descobriu que mais de 40% das ações que as pessoas realizavam todos os dias não eram decisões de fato, mas sim hábitos. 

Os hábitos (…) são o que nos permite ‘fazer uma coisa com dificuldade da primeira vez, mas logo fazê-la de modo cada vez mais fácil e, por fim, com prática suficiente, fazê-la de modo semimecânico, ou com praticamente nenhuma consciência’. Uma vez que escolhem quem querem ser, as pessoas crescem ‘na maneira como foram exercitadas, assim como uma folha de papel ou um casaco, quando vincado ou dobrado, tende a depois cair sempre nas mesmas dobras idênticas”. 

Mas, Edna, eu ainda não consegui visualizar alguns desses hábitos.
Ok, separei alguns hábitos que também fazem parte da minha rotina e acho que você irá se identificar também:

  • Quer cortar a sobremesa após o almoço, mas não consegue? (Tente iniciar a troca por uma fruta);
  • Precisa emagrecer, mas não corta os biscoitos e chocolates. (Tente substituir por outros alimentos saudáveis no horário em que isso ocorre);
  • Deseja retornar ao blog, mas não sabe sobre o que falar e/ou o que fazer. (Realize uma agenda semanal / mensal sobre assuntos que sejam relevantes. Faça o plano e estipule metas);
  • Não consegue ler como desejaria? (Realize uma meta e planeje seus horários disponíveis para fazer tudo o que deseja);
  • Ao chegar em casa, depois do trabalho, não consegue estudar. (Programe seu tempo e estipule quais dias e horário  irá estudar após o trabalho);
  • No final de semana fica horas assistindo séries na Netflix, mas o que gostaria mesmo era de estar fazendo alguma atividade física ou passeando com os amigos. (Programe e realize listas! Determine seu tempo para realizar todas as coisas que você deseja);
  • Sempre demora para iniciar algum trabalho. (Liste todos os passos a ser feito e depois realize um de cada vez);
  • Ao chegar em casa, depois do trabalho, a primeira preocupação é sobre a janta e assistir vários episódio daquela série viciante na Netflix. (Após a janta – saudável, procure realizar 30 a 40 minutos de caminhada ou qualquer atividade física e depois, ao invés de assistir vários episódios, assista a um episódio e repouse seu corpo e mente para o próximo dia);

“Indivíduos e hábitos são todos diferentes, e por isso as maneiras específicas de diagnosticar e mudar os padrões em nossas vidas diferem de uma pessoa para outra e de um comportamento para outro. Parar de fumar é diferente de deixar de comer compulsivamente, que é diferente de mudar o modo como você se comunica com seu cônjuge, que é diferente de como você prioriza as tarefas de trabalho. Além disso, os hábitos de cada pessoa são guiados por anseios diferentes.
Consequentemente, este livro não contém uma única prescrição. Em vez disso, esperei ter proporcionado algo diferente: um modelo para entender como os hábitos funcionam e um guia para experimentar com o modo como eles podem mudar. Alguns hábitos prestam-se facilmente à análise e influência. Outros são mais complexos e persistentes, e exigem estudo prolongado. E para outros, a mudança é um processo que jamais se conclui totalmente. 

Mas isso não significa que ela não pode acontecer.”

 

Agarre-se a esta última frase! E acredite, acima de tudo, que é possível mudar, desde que você deseje e tenha fé nessa mudança.

MUDANÇAS E AVANÇOS

Para este ano, criei metas a serem desenvolvidas e uma delas, como dito no post anterior, consiste em ler 1 livro por mês. Uma das outras metas, são: ser saudável – na maior parte do tempo e retornar ao blog. Para isso ser possível, procurei minha médica e realizamos um check-up para verificarmos como estava a minha saúde e depois busquei ajuda a uma nutricionista. Depois disso, passei a incluir na minha rotina hábitos para desenvolver habilidades (novas ou velhas), para organizar meu dia-a-dia à prática de novos hábitos.

A curto prazo, pode parecer loucura, sem dúvida, uma vez que requer total comprometimento e dedicação em tempo integral. Mas quando se é enxergado a longo prazo, pode ser a melhor maneira de tirar o pessimismo da mente. Diante dessa meta, consegui melhorar minha saúde e desfrutar melhor  do tempo; em linhas gerais:

  • Estou conseguindo emagrecer por conta dos novos hábitos alimentares, e atividade física na pausa do almoço do trabalho;
  • Estou com um saldo positivo em livros lidos;
  • Estou de volta por aqui!

Isso não é maravilhoso? Eu sugiro que façam uma breve atividade. Pegue uma folha em branco e liste o que você deseja, com sinceridade e sem pressão o que você deseja mudar. Tente perceber um hábito ruim e o transforme em algo bom.  Anote com fé e convicção que poderá ser difícil, mas não impossível! Realize pequenos planos e desafios a serem conquistado. Depois do sucesso, aumente essa carga até se tornar numa rotina saudável e prazerosa

Beijos e obrigada por tudo, pessoal!

Especialista em Comunicação e Mkt Digital, Designer gráfico e web, idealizadora do Florescer Comunicação. Ama o que faz e adora compartilhar as bonitezas que encantam a alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *